terça-feira, 8 de julho de 2014

União Europeia contra os direitos das mulheres

Esta legislatura do Parlamento Europeu (PE) inicia-se com um péssimo sinal para as mulheres e para a defesa dos seus direitos. Na próxima semana, na Sessão Plenária em Estrasburgo, a Comissão Europeia irá fazer uma declaração sobre a retirada, de processo legislativo, do projecto de directiva da licença de maternidade, aprovado em 2010 pelo PE e ao qual o Conselho Europeu nunca deu seguimento.  A resolução do PE previa, entre outros, a garantia de 20 semanas de licença de maternidade e 2 semanas de paternidade integralmente pagas, e a protecção das recentes mães trabalhadoras no regresso ao trabalho. (...)

ver mais: aqui

Sem comentários:

Publicar um comentário

Seja frontal mas, por favor, seja correcto!