quinta-feira, 26 de junho de 2014

Posição da Câmara de Tomar em relação ao Centro Hospitalar do Médio Tejo

A Câmara Municipal de Tomar reuniu esta manhã extraordinariamente para debater a situação do Centro Hospitalar do Médio Tejo, tendo deliberado, por unanimidade:
1. Exigir a imediata revogação da Portaria n° 82/2014 de 10 de Abril, que estabelece os critérios de categorização dos serviços e estabelecimentos do Serviço Nacional de Saúde;
2. Interpor uma providência cautelar visando impedir a aplicação dessa Portaria;
3. Exigir a garantia da existência de uma maior articulação entre as redes de cuidados de saúde primários, hospitalares e de cuidados continuados, que facilite às famílias um mais próximo acompanhamento dos seus doentes, minimizando os impactos financeiros;
4. Exigir que as populações dos concelhos de Tomar, Ourém e Ferreira do Zêzere, bem como as populações dos concelhos da anterior região denominada de Pinhal Interior sejam integrados num grupo de saúde que assegure a proximidade e qualidade da prestação de cuidados primários, hospitalares e continuados às populações desta vasta área;
5. Opor-se a qualquer solução que passe pela integração do concelho de Tomar num grupo de saúde a sul do Médio Tejo;
6. Promover, nos próximos meses, um conjunto de sessões públicas para esclarecer os munícipes das consequências das alterações que se estão a operar na área da saúde, na prestação de cuidados de saúde primários, hospitalares e continuados à população do Concelho de Tomar;
7. Recusar que em qualquer proposta de reestruturação da rede hospitalar que o Ministério da Saúde venha a querer implementar, passe a haver redução de acesso em proximidade às valências actualmente disponíveis;
8. Pedir uma reunião urgente ao novo Conselho de Administração do CHMT, logo que este tome posse, com o objectivo de continuar a defender que no Hospital de N. Sra. da Graça, em Tomar, devem estar disponíveis, entre outras, as valências de medicina interna, urgências medico-cirúrgicas, pediatria e cirurgia geral.









Sem comentários:

Publicar um comentário

Seja frontal mas, por favor, seja correcto!